Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quinta-feira, 13 de novembro de 2008

14 de Novembro - Festa de Todos os Santos Carmelitas

”Deus vestiu o Monte do Carmo com arroios de água, fontes cristalinas, árvores frondosas, plantas e flores maravilhosas, ao mesmo tempo que adornou a Montanha espiritual com Profetas, Apóstolos, Mártires, Confessores, Eremitas e Doutores; quais açucenas imaculadas enchem os vales do Carmelo com o suave perfume da sua santidade.
***

Os Santos do Carmo são uma grande multidão de irmãos que consagraram a sua vida a Deus, seguindo o caminho de Cristo, nos braços da Virgem Maria em oração constante … a ponto de muitos terem bordado com o vermelho do seu sangue a branca capa do hábito da Mãe do Carmo, entregando a sua vida como mártires do Evangelho.Contemplamos hoje esta multidão imensa de quantos Deus conduziu à Montanha Santa do Carmo para lhes fazer saborear, já nesta pátria passageira, as delícias da oração, o gozo da vida do Céu e os inumeráveis frutos da árvore da Vida.Que o exemplo de todos estes santos seja para nós um estímulo a vivermos inebriados pelo espírito do Carmo no seguimento de Cristo e na imitação da nossa Rainha, Mãe e Irmã, a Flor do Carmelo, Padroeira, Esperança e Estrela dos Carmelitas que já reinam no Céu e dos que ainda peregrinamos na terra.”
***
“A vocação à santidade – obrigação de todo cristão – é um compromisso maior para nós carmelitas. Afinal, o Carmelo não se contenta em produzir almas santas. Através das orações, dos sacrifícios, e principalmente do nosso apostolado no mundo em que vivemos, contribuiremos para que os nossos irmãos e irmãs carmelitas alcancem também a santidade. Os grandes santos e doutores do Carmelo fazem nos mostram suas maravilhosas vidas e obras. Para isso, somos fortalecidos por esse magnífico Canal de Graças que é o santo Escapulário de Nossa Senhora do Carmo. Como nos incentiva o beato Batista de Mantua (+ 1516) “Esses varões do Carmelo nos foram dados como modelos, para que os imitemos e, conhecedores de suas obras, acordemos da nossa letargia”.
***

A Igreja de Nosso Senhor é santa em sua constituição – nos diz o catecismo que Ela possui as quatro notas que a faz “uma, santa, católica e apostólica”, porque Cabeça do Corpo Místico desta Igreja – Cristo – é Santo. A mesma Igreja exige a santidade de seus filhos.“Portanto, é importante, é fundamental, que na Igreja, de todos os tempos, haja uma grande abundância de santos. Aliás, hoje, mais do que nunca, a Igreja e o mundo precisam de almas santas. E é preciso que se diga que em seus quase oito séculos de existência, o Carmelo sempre foi uma escola de santidade. A grande mestra de espiritualidade carmelitana e Doutora da Igreja, Santa Tereza D’Ávila, é o nosso grande exemplo de santidade. Ela afirma: “Quantos santos no céu usam nosso hábito!...Temos a esperança de nos fazermos, com a Graça de Deus, semelhantes a eles”(Sta.Tereza-Fundações 29.33).
***
O Carmelo deu à Igreja um riquíssimo acervo de doutrina espiritual, mas ela seria insignificante, se não fosse confirmada pela santidade de seus filhos. Carmen Aguado, amiga e confidente da irmã Teresinha González Quevedo, carmelita que morreu em 1950, em odor de santidade, revela: “Ela sempre disse que se tornara carmelita para ser santa”.
***
Em fins do século XV, o abade beneditino Juan Tritemio (morto em 1516),assim falou da Ordem do Carmo:“Se há alguém capaz de contar as estrelas do firmamento, também será capaz de contar os santos do Carmelo”. Exagero do beneditino? Esta afirmação não parecerá tão exagerada se tivermos presente que, não só os religiosos, monjas e religiosas dos diversos ramos carmelitanos são membros do Carmelo, mas também a enorme quantidade de leigos da Ordem Terceira que vivem de seu espírito e vestem o mesmo escapulário que a Santíssima Virgem entregou no longínquo 16 de julho de 1251 ao prior geral dos carmelitas, São Simão Stock, como “sinal de tua ordem e penhor de salvação”.
***
( fontes : Carmo Aveiro; e livro : "Vida Carmelitana, fonte de exemplos”)

Deixe aqui o seu Comentário