Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quarta-feira, 17 de dezembro de 2008

Meditações Para o Santo Natal -2º dia da Novena

Ó Adonai,Guia da casa de Israel, que aparecestes a Moisés na sarça ardente e lhe destes a vossa lei sobre o Sinai: Vinde salvar-nos com o braço poderoso!


A segunda vinda do Senhor nas cartas de São Paulo
Pe. Gregório Lutz, CSSp

No advento comemoramos que Jesus veio “revestido da nossa fragilidade, ... a primeira vez para realizar seu eterno plano de amor e abrir-nos o caminho da salvação” e que “revestido de sua glória ele virá uma segunda vez para conceder-nos em plenitude os bens prometidos que... vigilantes esperamos” (1º prefácio do advento).

De fato, no início do advento continuamos olhando, como fizemos em todo o mês de novembro, desde a festa de todos os santos até a festa de Cristo Rei, para o fim da vida terrestre e deste mundo e, além disso, para a vida do mundo que há de vir. Somente quando entramos mais para dentro do advento, o nosso olhar se dirige para a memória da primeira vinda do Senhor. Já que estamos no ano Paulino, parece conveniente lembrar como São Paulo nos apresenta sua fé na vinda do Senhor na glória.

Muitas vezes o apóstolo São Paulo expressa em suas cartas que está esperando a segunda vinda do Senhor. Sobretudo na 1ª carta aos Tessalonicenses ele fala com freqüência desta vinda (por exemplo, 1 Ts 2, 19; 3.13; 5, 23).

Paulo partilha esta esperança com os fiéis de suas comunidades. Isso se mostra em fórmulas tradicionais, que provavelmente já na liturgia da Igreja Apostólica eram usadas, particularmente a aclamação “Maranatha” (1Cor 16, 22). No fim do livro do apocalipse encontramos esta fórmula interpretada: “Aquele que atesta estas coisas diz: ‘Sim, venho muito em breve.’ Amém! Vem, Senhor Jesus!” (Ap 22, 20).

Esta vinda na glória deverá acontecer no “dia do Senhor” ou “dia de Cristo”. Dia do “Senhor” tinha já no Antigo Testamento sentido escatológico, pois significava o dia do julgamento final. Paulo atribui este julgamento a Jesus Cristo (2Cor 5, 10 e Rm 2, 5-11). A vida do Senhor para o julgamento deve seguir a ressurreição dos mortos e a comunhão definitiva com Cristo (1 Ts 4, 3-17).

Como na aclamação do final do apocalipse, que acabamos de citar, percebe-se várias vezes nas cartas de São Paulo sua convicção de que o Senhor deveria voltar em breve (p. ex. 1 Ts 5, 3s; 1 Cor 7, 29; Fl 4, 5; Rm 13, 11s). No entanto, Paulo insiste que a esperança da vinda do Senhor na glória exige que no presente já se viva “em Cristo” (2 Cor 5, 17) e futuramente “com ele” (1 Ts 4, 14.17; 5, 10; Fl 1, 23). Uma fundamentação desta exigência Paulo dá na 2ª carta aos Coríntios quando explica que Cristo “morreu por todos a fim de que aqueles que vivem não vivam mais para si, mas para aquele que morreu e ressuscitou por eles”, e conclui: “Eis agora o tempo favorável por excelência. Eis agora o dia da salvação (2 Cor 5, 14 – 6, 2).
SEGUNDO DIA DA NOVENA


Ó Jesus vivendo em Maria vinde viver em vosso servo com o espírito de vossa santidade com a plenitude de vossas forças na retidão de vossos caminhos na verdade de vossas virtudes na comunhão de vossos mistérios para dominar as forças adversas com o vosso Espírito, para a glória do Pai. Amém.

Texto Bíblico (para meditação): São Lucas I,26-38

“Foi enviado por Deus o anjo Gabriel a uma cidade da Galiléia chamada Nazaré, a uma virgem desposada com um varão que se chamava José, da casa de Davi, e o nome da Virgem era Maria. E entrando o anjo onde ela estava disse-lhe: Deus te salve, cheia de graça, o Senhor é contigo. Bendita és tu entre as mulheres. E ela, tendo ouvido estas coisas, turbou-se com as suas palavras, e discorria pensativa que saudação seria esta. E o anjo disse-lhe: Não temas, Maria, pois achaste graça diante de Deus; eis que conceberás no teu ventre e darás à luz um filho e por-lhe-ás o nome de Jesus. Este será grande, e será chamado Filho do Altíssimo e o Senhor Deus lhe dará o trono de seu pai Davi; e reinará eternamente na casa de Jacó e o seu reino não terá fim. E Maria disse ao anjo: como se fará isso, pois eu não conheço varão? E respondendo o anjo disse-lhe: o Espírito Santo descerá sobre ti e a virtude do Altíssimo te cobrirá com a sua sombra. E por isso mesmo, o santo que há de nascer de ti, será chamado Filho de Deus. Eis que também Isabel, tua parenta, concebeu um filho na sua velhice. E este é o sexto mês da que se diz estéril, porque a Deus nada é impossível. Então disse Maria: Eis aqui a escrava do Senhor, faça-se em mim segundo a tua palavra. E o anjo afastou-se dela.”

Deixe aqui o seu Comentário