Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

Meditações para o Santo Natal - 3º Dia da Novena

Ó Raiz de Jessé,Ó estandarte, levantado em sinal para as nações!Ante vós se calarão os reis da terra, e as nações implorarão misericórdia

Ao iniciamos a preparação próxima para o Natal, e a liturgia se volta para o protagonista principal da festa: Jesus Cristo. O Evangelho nos apresenta a árvore genealógica de Jesus, como descendente de Davi. Nós ficamos edificados com a misericórdia de Deus, ao vermos que faz parte dessa genealogia quatro mulheres: Tamar, Raab, Rute e Betsabéia. Tamar, através de trapaças, teve um filho do seu próprio sogro Judá (Gn 38); Raab era a prostituta de Jericó (Js 2); Rute não era judia, mas moabita (Rt 4); E Betsabéia adulterou-se com Davi (2Sm 11). Como Deus é misericordioso conosco! Jesus veio mesmo tirar a humanidade da lama.



Jesus Cristo, o Filho de Deus, converte-se no novo molde do ser humano, já que o homem perdeu seu molde original, dado pelo criador. Vemos claramente que o mistério do homem só se esclarece no mistério do Novo Homem, enviado pelo Pai, Jesus Cristo. “Cristo veio revelar ao homem o mistério do próprio homem” (GS 22). Ao nos prepararmos para celebrar a Encarnação de Cristo, nós nos alegramos, pois Deus se tornou homem para que o homem fosse elevado a filho de Deus. Esse duplo movimento, para baixo e para cima, é a base do nosso trabalho pastoral e missionário. Queremos descer ao homem pecador, nós que também somos pecadores, a fim de juntos subirmos ao Céu.


Lá, queremos dar um abraço em Deus: Pai, Filho e Espírito Santo. E esse duplo movimento teve seu ponto de apoio na maternidade divina de Maria. Ela é a ponte que une o Céu e a terra. No seio de Maria operou-se o ato mais surpreendente da história: o encontro pessoal de Deus com o homem. Certa vez, um rapaz, que andava afundado no mau caminho, foi a casa paroquial falar com o padre. Mas o padre estava saindo para atender a um doente que estava para morrer. Então levou o jovem até a capela e disse simplesmente, apontando para o sacrário: “Fale com ele”. Fechou a porta da capela e se retirou. O jovem sentou-se no banco da capela e, naquele silêncio, olhando para a luzinha vermelha do sacrário, a voz do padre ressoava em seus ouvidos: “Fale com ele”... Ele disse para si mesmo: “Falar o quê?... Bom, já que estou aqui, vou falar alguma coisa com Cristo”. A primeira coisa que ele falou foi da sua decepção. “Demorei tanto tempo para ter coragem de vir conversar com o padre para acertar a minha vida, e não é atendido!...” E o papo pegou. Quando o padre chegou, uma hora depois, o moço ainda estava “falando com ele”. Seu rosto era outro, estava transformado, sem nenhuma revolta e calmo. Pediu para se confessar, e fez uma confissão belíssima. Uma semana depois, estava novamente o jovem apertando a campainha da casa paroquial. O padre veio e ele pediu: “Senhor padre, eu posso ir lá falar com ele?” “Sim”, respondeu o padre. Anos mais tarde, esse rapaz tornou-se padre. Gostou tanto de “falar com ele”, que decidiu morar com ele para sempre. Jesus veio para fazer o homem feliz, dando-lhe a paz consigo mesmo, com o próximo, com a natureza e com Deus. É em Cristo que o homem descobre a sua identidade e realização total. Nós temos um canto do advento que resume a genealogia de Jesus em poucas palavras: “De Jessé nasceu a vara, da vara nasceu a flor. E da flor nasceu Maria, de Maria o Salvador.” Que Maria, a ponte usada por Deus para tornar-se homem, seja para nós uma ponte que nos ligue a Deus. Genealogia de Jesus Cristo, filho de Davi.


3º dia da Novena


Ó Jesus vivendo em Maria vinde viver em vosso servo com o espírito de vossa santidade com a plenitude de vossas forças na retidão de vossos caminhos na verdade de vossas virtudes na comunhão de vossos mistérios para dominar as forças adversas com o vosso Espírito, para a glória do Pai. Amém.



Leitura do Livro do Profeta Isaías.


Naqueles dias, nascerá uma haste do tronco de Jessé e, a partir da raiz, surgirá o rebento de uma flor; sobre ele repousará o espírito do Senhor: espírito de sabedoria e discernimento, espírito de conselho e fortaleza, espírito de ciência e temor de Deus; no temor do Senhor encontra ele seu prazer. Ele não julgará pelas aparências o que vê nem decidirá somente por ouvir dizer; mas trará justiça para os humildes e uma ordem justa para os homens pacíficos; fustigará a terra com a força da sua palavra e destruirá o mau com o sopro dos lábios. Cingirá a cintura com a correia da justiça e as costas com a faixa da fidelidade. O lobo e o cordeiro viverão juntos e o leopardo deitar-se-á ao lado do cabrito; o bezerro e o leão comerão juntos e até mesmo uma criança poderá tangê-los. A vaca e o urso pastarão lado a lado, enquanto suas crias descansam juntas; o leão comerá palha como o boi; a criança de peito vai brincar em cima do buraco da cobra venenosa; e o menino desmamado não temerá pôr a mão na toca da serpente. Não haverá danos nem mortes por todo o meu santo monte: a terra estará tão repleta do saber do Senhor quanto as águas que cobrem o mar. Naquele dia, a raiz de Jessé se erguerá como um sinal entre os povos; hão de buscá-la as nações, e gloriosa será a sua morada.

Deixe aqui o seu Comentário