Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

sexta-feira, 9 de janeiro de 2009

Manifestação do Senhor aos Magos do Oriente

Manifestação do Senhor aos Magos do Oriente
QUEM ERAM OS MAGOS ?

Epifania, palavra grega que significa: “manifestação, aparição”.Jesus se manifesta aos povos através dos magos. A tradição diz que eram reis, mas provavelmente eram sábios dedicados aos estudos dos astros. (Por isso disseram: “vimos sua estrela no Oriente e viemos adorá-lo”).Certamente muitos outros viram esta estrela, mas somente eles a seguiram.


Seus nomes: Gaspar, Baltazar e Melquior. Gaspar seria negro. Jesus veio para todos: os primeiros a visitar Jesus foram os humildes pastores, depois o contraste: os magos do Oriente. Os magos simbolizam homens e mulheres que buscam a Deus. Jesus não é privilégio de nenhuma raça, de nenhum grupo. O reino não efeito de gente que fica esperando, mas, de indivíduos que decidiram caminhar em direção à estrela que é Cristo.


Herodes ameaça matar Jesus. Ele ainda hoje é rejeitado pelos grandes que se sentem ameaçados com sua proposta de justiça e fraternidade. Fazem como Herodes: “se interessou” por Jesus, mas para matá-lo.b)

OS PRESENTES.

Os magos encontraram o menino e lhe ofereceram presentes. “E, abertos seus cofres, ofereceram ouro, incenso e mirra”. Ouro, próprio dos reis. Incenso, Deus. Mirra, ungüento amargo para curar as feridas e embalsamar os mortos, simbolizam um Deus que sofre. Nós também podemos oferecer simbolicamente estes presentes:O ouro de nossas boas obras.O incenso de nossas orações.

A mirra, nossa vida de sofrimento, de nossos pecados, para que Ele nos perdoe, e nos dê um coração novo.Avisados por um anjo, mudaram de caminho. Assim, quem encontra verdadeiramente a Jesus não retorna ao mesmo caminho. A mudança de rota significa conversão, mudança de vida. A tradição nos diz que eles se converteram e ensinaram o evangelho em suas terras.


POÇO DE NAZARÉ.

São Gregório de Tours (séc, VI) conte, que, no pavimento da abside da Igreja da Natividade, em Belém, havia um grande poço, onde Maria teria buscado água. Segundo a tradição, a estrela que conduziu os magos teria terminado ali sua corrida. Este poço, que na realidade, era uma cisterna, era bem conhecido pelos Cruzados, que constituía, por assim dizer, o sinal distintivo da cidade: “Belém, onde nasceu Jesus, com o poço onde desceu a estrela depois de ter conduzido os reis magos para adorar o Menino...”2)


CAMINHA, CAMINHA.

Este é o nome de um filme de l983, no qual o autor recrimina os três reis magos pelo fato de não permanecerem em Belém e recusaram tornarem-se discípulos do grande Rei: encontravam simbolizados neles a traição, a incoerência entre a teoria e a prática, e, sobretudo, o fácil esquecimento de Deus, depois de tê-lo reconhecido. No entanto, nestes magos, quanta fé, quanta perseverança que desafia o materialismo de todos os tempos. Quem de nós, hoje, se colocaria a caminho para seguir uma estrela?


O REI QUE CHEGOU ATRASADO.

Segundo a tradição, são três os magos. Outros acham que foram mais e até um deles saiu atrasado. Por quê? Parou dezenas de vezes para socorrer os necessitados. Atendeu um doente abandonado; deu água de seu cantil a sedentos; repartiu comida com os famintos; deu seu próprio manto a um pobre com frio; resgatou com seu dinheiro um escravo, deu sua própria coroa. Afinal chegou, trêmulo e envelhecido a Jerusalém. Era uma sexta feira. Silêncio total na cidade. Tinham crucificado um homem que só fizera o bem. A cruz ainda estava no local. Chorou junto à cruz vazia: “vim para ver o Messias, mas perdi minha viagem”. Avistou, então, um homem vestido de branco que lhe disse: “Poe que chora?”. E ele contou as vezes que parou no caminho. “Se foi por isso – disse o homem de branco – você se encontrou com Jesus todas às vezes. O que você fez a esses pequeninos foi a mim que o fez. Vá em paz!”.

Escrito por Pe. Írio Rissi - CMF

fonte : www.cordemaria.com.br

Deixe aqui o seu Comentário