Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quarta-feira, 29 de julho de 2009

27 de Julho - Beato Tito Brandsma - Martir da Ordem Carmelita

"Ao vos contemplar, meu Jesus compreendo que vós me amais,como um amigo querido, e sinto que vos amo também. O vosso amor, bem o sei, pede cruz e coragem;mas o sofrimento é o único caminho para vossa glória.Se novas dores me afligem,as considero como suave dom,porque me assemelham a vós,porque me unem a vós, Senhor.Deixem-me só, neste frio;não preciso de ninguém;a solidão não me mete medo,porque estais perto de mim. Ficai comigo, bom Jesus,não me abandoneis! A vossa presença divinatorna tudo belo e fácil."

Sua Vida

Nasceu na cidade de Bolsward, na Frísia (Holanda), no ano de 1881. ainda muito jovem, entrou para a Ordem do Carmo e foi ordenado sacerdote em 1905. estudou em Roma, onde conseguiu o grau de Doutor em Filosofia na Universidade Gregoriana. Retornando para a Holanda, ensinou em diversas escolas e foi nomeado professor de Filosofia, Teologia Mística e História, na Universidade Católica de Nimega, da qual também foi eleito "Reitor Magnífico". Salientou-se pela sua afabilidade para com todos. Foi jornalista profissional e, em 1935, foi designado Assistente Eclesiástico dos jornalistas católicos. Opôs-se à ocupação nazista na Holanda e, baseando-se no Evangelho, combateu tenazmente a ideologia do Nacional Socialismo (Nazismo), defendeu a liberdade da educação e da Imprensa católicas e protestou contra a perseguição às crianças de origem judaica. Por estas razões foi preso: começava desta forma o seu Calvário de campo em campo, de prisão em prisão, depois de tantos sofrimentos e humilhações, foi assassinado em Dachau, no ano de 1942. Até o seu último suspiro, não se cansou de levar a paz e o conforto espiritual a todos os seu colegas de prisão. No meio de inúmeros atrozes sofrimentos soube comunicar o bem, o amor e a paz. No dia 3 de novembro de 1985 foi proclamado beato da Igreja de Cristo pelo Papa João Paulo II.

Reflexão

Cada católico tem amor à Maria e sabe que é seu filho. Mas o amor à Mãe Celeste conhece diversos graus de intimidade. Para alguns este amor se limita a uma devoção externa feita de pequenos gestos e pedidos. Para frei Tito o amor a Nossa Senhora significava muito mais. Ele não se contentava com este culto exterior, mas seu amor imitava Maria na própria vida.
Fatos de grande importância ocorreram na vida deste Santo Mártir, um deles foi no campo de concentração no dia 16 de julho de 1942, festa de Nossa Senhora do Carmo. Os frades Rafael, Bruno, Alberto, Hilário e Tito, reuniram-se num cantinho do barracão, privados de toda a liberdade exterior. Eram Carmelitas de vários paises e talvez nunca haviam se conhecido antes, mas bebiam da mesma fonte mística do Carmelo, sentiam-se irmãos amados por Deus mesmo sendo vítimas de uma ideologia nazista, com quase nenhuma esperança de sobreviver, colocaram-se sob o manto de Nossa Senhora do Carmo partilhando com ela suas dores e sofrimentos. O encontro fraterno os elevava acima do destino fatal experimentando de maneira nova o mistério da existência. Com eles estava também um padre polonês que muito comungava da espiritualidade Carmelitana. Neste dia ele pede a autorização e a aceitação para ser membro da Ordem Terceira do Carmo (Leigos), foi aceito e as escondidas neste mesmo dia Frei Tito pelo gesto de impor as mãos o acolhe na Ordem e depois juntos rezam a Salve Rainha emocionando-se no trecho: “gemendo e chorando neste vale de lagrimas”. Fato esse ocorrido que Frei Rafael escreve que Tito parecia estar no céu, vendo que mesmo em situações deploráveis Nossa Senhora age como mãe que acolhe seus filhos.

Outro fato muito marcante em sua vida foi o discurso por ele apresentado no Congresso Mariano de Tongezloo em 1936, ele apresenta o seguinte: “Para Deus o coração de Maria permaneceu sempre aberto. Nela devemos aprender a expulsar do nosso coração tudo o que não pertence ao Senhor e que, para Ele o nosso coração esteja sempre aberto para se encher da graça divina. Então Jesus descerá no nosso peito, crescerá e renascerá em nós e encher-nos-á de graças. Devemos viver uma vida divina não buscando outra glória e outra salvação que não a união com Deus”. Este mistério de amor revelado por Deus em Maria, é o que Tito tenta viver a cada dia, pois a vocação do Carmelita é tornar-se uma outra Maria, para novamente gerar o Cristo em nós e revela-lo ao mundo de maneira profética e principalmente criando no mundo uma civilização do amor.

A vida no Campo de concentração não foi nada fácil, em duras penas Tito sofreu pelos trabalhos exaustivos e desumanos. Mesmo em meio a essas dificuldades ele nunca desistiu, lutou do começo ao fim por uma vida melhor e mais justa, entregando a Maria suas dificuldades, para que Ela com muito carinho levasse até Deus. Paz para Frei Tito consiste em todos terem o direito de viver e se expressar livremente não importando raça, cor e etnia. O mais importante é saber que Deus é nosso Pai, aquele que nos guia e nos da vida e que Maria é nossa mãe aquela que em seus braços acolhe os filhos que sofrem. Amar é viver em Cristo e para Cristo.
Que o Beato Tito Brandsma nos ajude a enxergar o caminho de Cristo, por meio da Espiritualidade Carmelitana, vivendo como um pequeno sinal de Deus no mundo, com e como Maria servindo de coração aberto ao nosso Criador.

Homenagem ao Beato Tito Brandsma - por Voz do Silêncio - Link
fonte : Freis Carmelitas

Atualizaçoes Recentes de nosso blog :

sábado, 25 de julho de 2009

25 de Julho - Festa de São Tiago Apóstolo ( O maior)

+


São Tiago, respondendo com generosidade ao apelo de Jesus Cristo, tornou-se uma das fortes colunas em que Ele edificou a Sua Igreja. Foi confidente e testemunha da Transfiguração e da Agonia no Jardim das Oliveiras. Foi o primeiro bispo de Jerusalém e o primeiro, entre os apóstolos, a derramar o seu sangue pela Fé em Jesus Cristo. Deu, como o Mestre, a maior prova de amor, dando a vida pelos que se ama. Santiago era de Betsaida, na Galileia e era chamado «Maior» para se distinguir de outro Apóstolo do mesmo nome. Depois da ascenção de Cristo, Santiago evangelizou a Judeia e Samaria, partindo depois para a Penísula Ibérica, onde desenvolveu trabalho fecundo na dilatação da fé. Tendo voltado a Jerusalém, Herodes Agripa, para agradar aos Judeus, condenou-o à morte. Foi decapitado cerca do ano 42, pouco antes da Festa da Páscoa. Parece, que por receio dos Árabes, que se apoderaram de Jerusalém, o corpo do Santo foi mais tarde transportado para Compostela, na Espanha, onde o seu culto é muito grande e também em Portugal.

Segundo oNovo Testamento, São Tiago era filho de Zebedeu e Salomé e irmão do apóstolo São João Evangelista.Nasceu em Betsaida, Galiléia. Tal como o seu pai e o irmão o apóstolo João, era pescador no Mar da Galiléia, onde trabalhava com Santo André e São Pedro (Mateus, 4, 21-22, e Lucas, 5, 10). Tiago, Pedro e João seriam, de resto, os primeiros a abandonar tudo para seguirem Jesus como seus discípulos (Mateus, 17, 1 e 26, 37; Lucas, 8, 51), tendo sido dos seus mais próximos colaboradores, ao participarem na Transfiguração, na agonia de Cristo no Monte das Oliveiras.


No evangelho de São Mateus, conta-se que a mãe de ambos, Tiago e João, Salomé, em seu orgulho materno, pediu a Jesus que seus dois filhos, Tiago e João, fossem colocados um à direita e outro à esquerda, no Reino de Deus, porém Jesus lhe objetou:"Vós não sabeis o que pedis. Podeis beber o cálice que eu hei de beber?", Os apóstolos responderam: "Podemos". "Pois bem, isso é verdade, concluiu Jesus, mas dar-vos o primeiro lugar no Reino, isso depende do meu Pai, que está no céu".


Segundo São Marcos (3, 17), Tiago e João são chamados por Jesus como «Boanerges», isto é, Filhos do trovão. Isto se deu pelo fato que caracterizou a índole dele e de seu irmão João: ao chegar Jesus com sua comitiva à terra dos samaritanos, estes lhe interditaram a entrada. João e Tiago viram, neste fato, uma afronta a Cristo e exprimiram sua indignação com estas palavras: "Queres, Senhor, que mandemos cair fogo do céu sobre esta cidade, para consumi-la?" Jesus, porém os repreendeu dizendo: "Vós não sabeis de que espírito sois! O Filho do Homem não veio para perder, mas para salvar as almas" (Lc 9,54).


Segundo a bíblia é um dos discípulos mais íntimos de Jesus de Nazaré, já que em várias ocasiões onde Jesus só se fazia acompanhar por 3 apóstolos, era ela escolhido, junto a Pedro e João. Assim se deu na Transfiguração no Monte Tabor, por ocasião da ressurreição da filha de Jairo, e no Monte das Oliveiras, pouco antes da prisão de Jesus.Tiago é citado entre os testemunhos da terceira aparição de Cristo após a sua morte e ressurreição, nas margens do Lago de tiberíades.


Pouco mais se sabe acerca sua vida. A sua última aparição no texto bíblico mais aceito é a de que foi o primeiro apóstolo a morrer, e teria sido mandado decapitar por ordem de Herodes Agripa I, rei da Judéia, cerca do ano 44, em Jerusalem. É, aliás, o único apóstolo cuja morte vem narrada na Bíblia, nos Atos dos Apóstolos, 12, 1-2 («Ele (Herodes) fez perecer pelo fio da espada Tiago, irmão de João»).


São Tiago recebeu de Jesus o chamado para formar o grupo dos doze apóstolos e foi testemunha de acontecimentos importantes da vida de Jesus: a transfiguração, a sua agonia no Getsêmani, a ressurreição da filha de Jairo. Tiago era enérgico, firme, zeloso, impetuoso nas suas atitudes e, por isso, o Senhor o chamou de “filho do trovão”. Sua atividade apostólica se desenvolveu na Judéia e na Samaria.


De acordo com Isidoro de Sevilha , após a ascensão de Jesus, teria evangelizado a Espanha, tornando-se seu primeiro evangelizador e depois seu patrono. Para revigorar esta tradição, no século IX o bispo Teodomiro , da cidade de Iria, afirmou ter reencontrado as relíquias do apóstolo e desde aquela época, a cidade que depois mudaria o nome para Santiago de Compostela, tornou-se importante meta de peregrinações, especialmente durante a Idade Média. Meditemos. Carinhosamente, Graziela.



“ Caminhando ao longo do mar da Galiléia, Jesus viu dois irmãos: Simão (chamado Pedro) e André, seu irmão, que lançavam redes ao mar, pois eram pescadores. Passando adiante, viu outros dois irmãos: Tiago, filho de Zebedeu, e seu irmão João, que estavam com seu pai Zebedeu consertando redes. Chamou-os.” (Mt 4,18.21)


“ Não fostes vós que me escolhestes, mas eu vos constituí para que vades e produzais fruto, e o vosso fruto permaneça.” (Jo 15,16a) Tiago experimentou a “vida com Jesus”. Deixou tudo e viveu a vida do Mestre. Foi o primeiro apóstolo martirizado – bebeu o cálice do Senhor.


“ A dor humana torna-se redentora, quando se acha associada à que o Senhor padeceu. Por meio das nossas dores (contrariedade, perseguição, doença, fracasso, desilusão, injúria, falso, incompreensão, amargura), completamos de certo modo a Paixão de Cristo, que se prolonga no tempo, com os seus frutos salvíficos.”



A sua imagem é representada:“ Como apóstolo,em pé, descalço, de túnica, segurando a Bíblia; Como peregrino, sentado ou em pé, usando sandálias, túnica, chapéu, cabaça, manto, e aquele que se tornou o símbolo de Santiago por excelência – a vieira (chamada concha de Santiago ), a qual era usada freqüentemente pelos peregrinos nos seus chapéus ou mantos – assim como um cajado, para auxiliar os peregrinos nas suas difíceis viagens por montes e vales. Como cavaleiro, representado em um cavalo branco com uma espada em uma das mãos e um estandarte na outra”.“ O corpo do Apóstolo foi sepultado secretamente num bosque chamado Libredón.


Assim, o local permaneceu oculto durante oito séculos. Uma certa noite, o ermitão Pelayo observou um fenômeno que ocorria neste bosque: uma chuva de estrelas se derramava sobre um mesmo ponto do Libredón, proporcionando uma luminosidade intensa. Tomando conhecimento das ocorrências, o bispo de Iria Flavia, Teodomiro, ordenou que fossem feitas escavações no local”.No dia 25 de Julho de (provavelmente) 813, foi encontrada uma arca de mármore com os restos do apóstolo Tiago Maior.

Fontes : Liturgia das Horas,Liturgia diária,Wikipédia, Enciclopédia Católica

quinta-feira, 23 de julho de 2009

24 de Julho - Beato João Soreth



Nasceu este ilustre Carmelita em Caen, cidade da Normandia, França, no ano de 1394. Desde criança floresceu na devoção a Nossa Senhora do Carmo, vindo a entrar na sua Ordem. Estudou na Universidade de Paris, depois de feita a Profissão na Ordem do Carmo. Ordenado sacerdote foi professor na sua Universidade. Eleito Prior Geral da Ordem, exerceu o cargo até à morte por mandato do Papa. É considerado o fundador das Irmãs Carmelitas e da Ordem Terceira, hoje conhecida por Ordem Secular do Carmo. A estas comunidades, já existentes, mas sem Regra, deu-lhes forma canónica. Levou pessoalmente a proposta ao Papa pedindo que a aprovasse, e, ao mesmo tempo, obteve a aprovação dos estatutos e leis e o reconhecimento da Ordem Terceira do Carmo, composta por homens e mulheres que no mundo vivem a sua vida normal, embora ligados espiritualmente à Ordem.

Empreendeu a renovação da vida das comunidades carmelitas as quais visitava frequentemente, animando a todos na santidade. De tal modo se fez querido que lhe chamavam «o Desejado», já que sempre que visitava algum convento nele infundia paz, serenidade, santidade e alegria. Era humilde em extremo e, mesmo sendo Prior Geral, nunca quis outras honras que as do hábito mais velho e mais gasto e a túnica mais áspera. Era manso e delicado, mas também firme e sem medo. Quis o Papa honrá-lo com a mitra de bispo e com a púrpura cardinalícia, mas Frei João Soreth resistiu, declarando que entrara no Carmo e no Carmo queria morrer.

Entrou em disputa com a sua Universidade, a de Paris. Sustentavam os seus mestres que os frades mendicantes não podiam confessar, pelo que sem outra alternativa o nosso Santo se viu obrigado a recorrer ao Papa solicitando a sua intervenção. Foi-lhe concedida razão através da promulgação duma lei que autorizava a que os religiosos pertencentes a Ordens Mendicantes pudessem confessar. E na mesma lei o Papa consagrou um elogio a Frei João que começava assim: «O Padre Soreth, vigilantíssimo pastor das ovelhas a ele encomendadas, homem verdadeiro segundo o coração de Deus, dispenseiro fiel não somente da sua esclarecida Ordem e coluna da mesma, mas de todos os religiosos mendicantes, fundamento inamovível...».

Estando em certa ocasião, dois exércitos no campo de batalha, dispostos para o combate, interpôs-se Frei João Soreth, dizendo: «Se derramando o meu sangue estais dispostos a abandonar a luta, estou disposto a morrer pelo amor da paz». Os dois exércitos retiraram-se sem combate, mas ambos derrotados, abandonando o campo de batalha e instaurando a paz. O seu amor a Jesus eucaristia era tão grande que as suas imagens o representam com a Regra da Ordem numa mão, e na outra uma píxide com o Santíssimo Sacramento.

Fundou muitos conventos, tanto de religiosos como de religiosas, instaurando serenidade e paz em todas as comunidades. Quando estava de visita a certo convento que se dizia convertido às reformas do Santo e apaziguado pela sua entranhável bondade deram-lhe, na refeição, veneno a tomar. Sentindo-se gravemente doente e declarando-se a qualidade da enfermidade, afirmou diante dos irmãos e de Deus, que perdoava a quem o tinha envenenado voluntária ou involuntariamente. Apressou-se a viajar para o convento de Angers, onde morreu, repetindo serenamente aquela bela frase de S. Bernardo: «Ó bom Jesus, sede meu, Jesus». Era o dia 25 de Julho de 1471.

atualizaçoes Recentes de nosso blog :
Festa de Santo Elias - 20 de Julho

quinta-feira, 16 de julho de 2009

Festa de Nossa Sra. do Carmo - Campos - RJ

Patrona Carmelitarum, Ora Pro Nobis

Foi celebrada com muita alegria e júbilo em todo o dia de hoje, 16 de Julho de 2009, a Festa de Nossa Padroeira Nossa Senhora do Monte Carmelo. Ás 7 da manhã, houve Santa Missa festiva, celebrada pelo Rev. Pe. Everaldo Bon Robert, nosso amado Diretor Espiritual.


E às 19 horas, conforme a tradição, um solene Pontifical, oficiado por. S. Exa. Revma Dom Fernando Arêas Rifan, que também é terceiro carmelita Professo em nosso sodalício. A Santa Missa Solene contou com a participação do Coral Maria Imaculada, formada pelos seminaristas.


Inúmeros sacerdotes, religiosos e religiosas vieram prestigiar a nossa ordem com a sua presença. Neste ano contamos também com a presença do Rev. Pe. José Augusto, que veio de Portugal para Campos, sua terra natal e abrilhantou a Novena de Nossa Sra do Carmo com o seu sermão.


Mais uma vez, os fiéis e devotos compareceram em grande número, lotando a igreja durante as solenidades. Nossa Sra do Carmo recebeu de seus devotos as mais singelas orações e o carinho deste povo cristão.


Após a Santa Missa foi realizada a procissão com a imagem de nossa padroeira pelas ruas do centro da cidade, com a presença do Sr. Bispo, o clero, irmãos e irmãs revestidos de seus hábitos, e grande presença dos fiéis. E ao final a coroação de Nossa Senhora, sob o repicar dos sinos e salva de fogos luminosos.


"Flor do Carmelo, vinha florida.
Esplendor do Céu. Virgem Mãe incomparável.
Doce Mãe, mas sempre Virgem,
Sede propicia aos carmelitas,
Ó Estrela do Mar".



terça-feira, 7 de julho de 2009

Novena e Festa de Nossa Senhora do Carmo

Novena e Festa de Nossa Senhora do Carmo
de 7 a 16 de Julho de 2009
Igreja de N. Sra. do Carmo - Campos - RJ




A Venerável Ordem Terceira de Nossa Senhora do Monte Carmelo tem a honra de convidar os fiéis em geral para as solenidades do Novenário de sua Excelsa Rainha e Mãe, de 7 a 15 de Julho às 19 Horas, bem como para a solene celebração de sua Festa no dia 16, na Avenida Treze de Maio, 44 - Centro - Campos dos Goytacazes - RJ




Tema Geral do Novenário : As Virtudes de Nossa Senhora



18: 00 - Santa Missa - todos os dias da Novena

19:00 Solene Novenário que segue conforme o programa
Entrada do Sodalício com o Rev. Padre Diretor e dois diáconos entoando o Hino do Estandarte,
Canto do Veni Sancte Spiritus, Ladainaha de Nossa Senhora, Canto da Ave Maria, Sermão,
Distribuição da Santa Comunhão, Orações da Novena, Canto das Jaculatórias, Bênção do Santíssimo Sacramento, Orações Finais e saída com o Cântico "Ó Vinde Cristâos".

Dia 07 - 1º dia da Novena
Pregador - Dom Fernando Arêas Rifan - DD. Administrador Apóstolico da Administração Apostólica São João Maria Vianey.
Tema : A Fé

Dia 08 - 2º dia da Novena
Pregador - Rev. Pe. Claudiomar Silva Souza
Tema : A esperança

Dia 09 - 3º dia da Novena
Pregador - Mons. José de Matos Barbosa
Tema : A Caridade

Dia 10 - 4º dia da Novena
Pregador : Rev. Pe. José Geraldo Freitas S. Júnior
Tema : A Humildade

Dia 11 - 5º dia da Novena
Pregador : Diácono Sidney Barcelos Júnior
Tema : A Castidade

Dia 12 - 6º dia da Novena
Pregador : Diácono Adriano Alves Botura
Tema : A Pobreza

Dia 13 - 7º dia da Novena
Pregador : Rev. Pe Marco Antônio Pinheiro Arêas
Tema : A Fortaleza

Dia 14 - 8º dia da Novena
Pregador : Rev. Pe. Silvano Salvate Zanon
Tema : A Piedade (Oração)

Dia 15 - último dia da Novena
Pregador : Rev. José Augusto Pedrosa
Tema : A Gratidão

Mais detalhes da Festa do Carmo em Campos...em breve no Flos Carmeli !

Novena de Nossa Senhora do Carmo

Antífona para todos os dias:
Flor do Carmelo vinha florida, esplendor do céu,
Oh! Mãe, Virgem singular,
Doce Mãe sempre Virgem
Aos Carmelitas dai privilégio, Estrela do Mar




Primeiro Dia
Oh! Maria, Virgem Mãe Imaculada, Rainha do Carmelo, que fostes contemplada pelo Profeta Elias na nuvenzinha que subia do mar, depois transformada em chuva copiosa, derramai sobre toda a humanidade as graças de vosso Coração Imaculado e convertei aos pobres pecadores.
Ave-Maria.
Nossa Senhora do Carmo, rogai por nós.




Segundo Dia
Rainha e Mãe do Carmelo, Virgem Mãe Imaculada, que durante séculos fostes honrada em vossa Maternidade Divina no Monte Carmelo pelo Profeta Elias e seus sucessores – os Filhos dos Profetas – fazei reinar em nossas famílias essa mesma entranhada devoção que torne cada vez mais presente em nossos lares os vosso Divino Filho Jesus que nos guarde, para a vida eterna.
Ave-Maria.
Nossa Senhora do Carmo, rogai por nós.




Terceiro Dia
Oh! Maria Imaculada, Virgem Santíssima do Carmo, que visitastes vossos Filhos Carmelitas no Monte Carmelo, consolando-os, dando-lhes graças abundantes, visitai também as nossas almas, ajudando-nos a fugir do pecado e a praticar com amor as obras de misericórdia.
Ave-Maria.
Nossa Senhora do Carmo, rogai por nós.




Quarto Dia
Maria, Virgem imaculada, Rainha do Carmelo, lembrai-vos que vossos Filhos Carmelitas do Monte Carmelo após o Pentecostes abraçaram o Evangelho e o anunciaram por toda parte, ensinado também todos a Vos conhecerem e amarem; e no Monte Carmelo Vos consagraram o primeiro templo do mundo em vossa honra. Dai-nos muitos missionários, que por toda parte vos façam conhecer, para a dilatação do Reino de Jesus.
Ave-Maria.
Nossa Senhora do Carmo, rogai por nós.




Quinto Dia
Maria, Rainha e Mãe dos Carmelitas, que lhes destes como penhor da salvação o Santo Escapulário, nós vos agradecemos e Vos suplicamos a graça de viver na fidelidade à Lei de Deus para que em nossa morte possamos contar com a vossa presença e ir ao céu contemplar-Vos eternamente.
Ave-Maria.
Nossa Senhora do Carmo, rogai por nós.




Sexto Dia
Maria, Virgem Mãe Imaculada, Rainha do Carmelo, que tendes concedido as mais extraordinárias graças através de vosso Santo Escapulário, ajudai-me a trazê-lo dignamente, conservando a pureza de coração e de costumes, repelindo tudo o que possa magoar o vosso olhar puríssimo.
Ave-Maria.
Nossa Senhora do Carmo, rogai por nós.




Sétimo Dia
Rainha e Mãe do Carmelo, que fizestes grandes milagres através do Santo Escapulário, cobri o mundo com o esplendor de Vosso Imaculado Coração para que seja enfraquecido o reino do mal e do pecado, e todos os povos se aproximem de Vós para imitar vossa pureza e caridade.
Ave-Maria.
Nossa Senhora do Carmo, rogai por nós.




Oitavo Dia
Maria, Virgem – Mãe Imaculada Rainha do Carmelo, que sempre concedestes as maiores graças aos Carmelitas, enviai-nos muitas vocações sacerdotais, religiosas e para o Carmelo Secular, para que o vosso Nome seja sempre mais glorificado, para a glória de vosso Filho Jesus Cristo.
Ave-Maria.
Nossa Senhora do Carmo, rogai por nós.




Nono Dia
Maria, Rainha e Mãe do Carmelo, que velais pela Santa Igreja com maternal amor, abençoai o Santo Padre, o nosso Bispo, os sacerdotes, os religiosos e todo o povo cristão. Abençoai a cada um de nós que desejamos vossa proteção agora e na hora de nossa morte.
Ave-Maria.


Nossa Senhora do Carmo, rogai por nós.




Oração a Nossa Senhora do Carmo


Bendita e Imaculada Virgem Maria, beleza e glória do Carmelo, Vós que tratais com bondade inteiramente especial aos que trazem o vosso amantíssimo Hábito, olhai-me benignamente e cobri-me com o manto da vossa maternal proteção. Fortificai a minha fraqueza com o vosso poder; alumiai as trevas do meu espírito com a vossa sabedoria, aumentai em mim a fé, a esperança e a caridade. Ornai a minha alma com as virtudes que a faça cara a Vós e ao vosso Divino Filho. Assisti-me durante a minha vida, consolai-me na morte com a vossa amável presença. Apresentai-me à Santíssima Trindade, como vosso Filho dedicado para Vos louvar e bendizer eternamente no paraíso. Amém.

Deixe aqui o seu Comentário