Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

domingo, 27 de março de 2011

Meditação da Quaresma: Deus encherá o que está vazio !

"Irmãs e Irmãos,

Sem dúvida nenhuma estes 40 dias que nos são dados pela Igreja têm como ponto mais importante prepararmo-nos para o centro da vida da humanidade: a Páscoa do Senhor. Cristo entra na morte por amor ao ser humano, assume as suas dificuldades e ressuscita, ou melhor dizendo, abre-nos um caminho para tirar o homem do poder das trevas e do domínio do pecado, levando-o à felicidade plena que é ter vida eterna dentro de si. Essa preparação leva-nos a colocarmo-nos com verdade e analisar como está a nossa casa (coração).


No Evangelho segundo São Mateus, Cristo afirma: “Quando o espírito impuro sai de alguém fica vagando por lugares áridos à procura de repouso e não encontra”. Então diz: Vou voltar para a minha casa de onde saí. Quando chega, ele encontra a casa limpa e arrumada, varrida… Ele vai tomar consigo outros sete espíritos piores e a situação da pessoa fica pior do que antes (Cf. Mt 12, 43-45). Por isso a insistência de perguntarmos ou entrarmos no profundo do nosso coração para saber como está a nossa vida.


Uma realidade é importante neste tempo: o Senhor quer livrar-nos do demônio, limpar a nossa casa, deixá-la pronta para que na sua Páscoa Ele possa habitar em nós. Porém, é impossível ou até mesmo incompatível querer seguir a Deus e ao mesmo tempo o mundo.Percebemos uma luta muito grande dentro do nosso “eu”. Muitos gostam da vida que vivem, outros estão dispostos a mudar, porém não querem abrir mão de nada daquilo que nos separa de Deus. Aqueles que amam o mundo sempre estão procurando grandezas, posições sociais, riquezas (dinheiro)… Deixam até de ir à Missa para trabalharem mais e ganharem o dobro, gostam dos prazeres, sua vida não tem limites, (...) tudo para satisfação própria.


Buscam também consolações materiais e nunca estão satisfeitos com aquilo que têm porque sempre querem mais e mais… Quanta infelicidade o mundo traz ao coração e, por isso, Você experimenta que sua vida morre espiritualmente, cai nas trevas, torna-se escravo do pecado. Com essa situação a vida fica no poder das trevas. E o fruto das trevas é o vazio, ou seja, a falta de sentido. Não há forças para sair desta situação porque o pecado dominou-te e tornou-te cego. Tu não enxergas o outro lado da vida. Tudo é cinza e tens que beber para esquecer a vida que tens, aproveitar o máximo das coisas, porque no fundo o vazio em que vives te leva a viver num profundo inferno. Nada te sai bem. Tudo é uma catástrofe.


Como percebemos nas palavras de Jesus ao longo destes quarenta dias, ele pretende preencher o nosso vazio. Claro, se Você quiser, porque pode ser que Você goste de viver nesta mediocridade. Ele quer limpar a nossa casa e nos propõe uma única coisa: experimentar que uma mudança radical de vida vem da busca de um Deus que não suporta ver o ser humano nesta situação.


Jesus mesmo, podemos observar nas escrituras, desprezou as satisfações do mundo. No deserto, durante quarenta dias, Cristo foi tentado pelo diabo que lhe ofereceu riquezas, prestígio, poder, etc. Como homem disse “não” porque sabia que o seu Pai havia lhe preparado um projeto para a sua vida e, também como homem, tomou a decisão firme de fazer a vontade do seu Pai. Aqui encontramos um ponto importante: Cristo, para tomar essa decisão tem que combater, tem que lutar e, radicalmente, diz “não” às propostas do demônio.
O Senhor, como eu dizia, te faz uma proposta para entrar no teu vazio, limpar a tua casa (coração), te tirar do pecado, mas é preciso que Você tome uma decisão radical de querer ser transformado (a). Essa decisão é de lutar, jejuar do pecado e querer fazer a vontade de Deus, porque corremos o perigo de darmos uma resposta insuficiente ao Senhor e como diz a Palavra: “o demônio volta com mais sete demônios à casa que estava limpa e arrumada pelo Senhor e a tua situação fica pior que antes.


Por isso, é preciso se colocar na verdade. Eu quero nesta Páscoa ressuscitar com Cristo? Eu quero mudar radicalmente? Eu quero que Cristo preencha o meu vazio que é fruto e conseqüência da vida que eu estou levando?


Muitos personagens na Escritura, através de um encontro com Cristo, mudaram radicalmente de vida. Um deles foi Zaqueu, um homem rico e pecador. Jesus entrou na sua casa, viu a bagunça que era a sua vida sem sentido e o amou. Imediatamente saiu da boca de Zaqueu o desejo de seguir a Cristo.


É verdade que é uma luta tomar essa decisão, porém é mais verdade que não podemos continuar brincando com a nossa vida. Não estamos nos preparando para um teatro ou uma estória. Estamos falando de uma realidade que tem mudado a vida de muita gente. E por que não pode mudar a sua vida? Talvez a sua resposta seja a seguinte: “eu sou um grande pecador; eu tenho medo…” Queres continuar a viver na futilidade, não experimentar o sabor de viver o céu aqui na terra e nem o habitar dentro de ti Cristo ressuscitado?


Jejum: pedir ao Senhor a graça de neste tempo quaresmal jejuar de pecado. Mas é possível? Sim! Apóia a tua vida Nele e combate!  Rezar: fazer alguns momentos de oração individual durante o dia, se possível diante do Santíssimo Sacramento.


Esmola: quando o combate for grande, faça uma esmola ao pobre, à Paróquia, a alguma instituição de caridade e Você verá que o Senhor preencherá o seu vazio."


"Foi  Ele  que nos amou e enviou-nos seu Filho como vítima de expiação por nossos pecados"
 (1Jo 4,10).

Nenhum comentário:

Deixe aqui o seu Comentário