Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

domingo, 12 de maio de 2013

12 de Maio 2013 - Ascenção do Senhor


A Liturgia põe, mais uma vez, diante dos nossos olhos, o último dos mistérios da vida de Jesus Cristo entre os homens: a sua Ascensão aos Céus.

 
Sempre me pareceu lógico - e me encheu de alegria - que a Santíssima Humanidade de Jesus Cristo subisse à glória do Pai, mas penso também que esta tristeza, própria do dia da Ascensão, é uma prova do amor que sentimos por Jesus, Senhor Nosso. Ele, sendo perfeito Deus, fez-Se homem, perfeito homem, carne da nossa carne e sangue do nosso sangue, mas separou-Se de nós para ir para o Céu. Como não havemos de sentir a sua falta?

A festa da Ascensão do Senhor sugere-nos também outra realidade: o Cristo que nos anima a esta tarefa no mundo espera-nos no Céu. Por outras palavras: a vida na terra, que amamos, não é a definitiva: porque não temos aqui cidade permanente, mas andamos em busca da futura cidade imutável.

Pedro e os restantes voltam para Jerusalém, - cum gaudio magno - com grande alegria (Lc XXIV, 52). - É justo que a Santa Humanidade de Cristo receba a homenagem, a aclamação e a adoração de todas as hierarquias dos Anjos e de todas as legiões dos bem-aventurados da Glória. Mas tu e eu sentimo-nos órfãos; estamos tristes e vamos consolar-nos com Maria.

Pensemos agora nos dias que se seguiram à Ascensão, à espera do Pentecostes. Os discípulos cheios de fé pelo triunfo de Cristo ressuscitado (e ansiosos pelo Espírito Santo prometido), querem sentir-se unidos, e encontramo-los cum Maria Matre Iesu, com Maria, Mãe de Jesus. A oração dos discípulos acompanha a oração de Maria: era a oração de uma família unida.

A partir da vida de oração podemos compreender um outro tema que nos propõe a festa de hoje: o apostolado, pôr em prática os ensinamentos de Jesus, transmitidos aos seus pouco antes de subir aos céus: servir-me-eis de testemunhas em Jerusalém, em toda a Judeia, na Samaria e até às extremidades da terra.

Jesus subiu aos céus, dizíamos. Mas o cristão pode, na oração e na Eucaristia, conviver com Ele nos mesmos moldes dos primeiros doze, abrasar-se no seu zelo apostólico, para com Ele fazer um serviço de corredenção, que é semear a paz e a alegria. Servir, pois o apostolado não é outra coisa. Se contarmos exclusivamente com as nossas próprias forças, nada conseguiremos no terreno sobrenatural; sendo instrumentos de Deus, conseguiremos tudo: tudo posso n'Aquele que me conforta. Deus, pela, sua infinita bondade, dispôs-Se a utilizar estes instrumentos ineptos. Daí que o Apóstolo não tenha outro fim senão deixar agir o Senhor, mostrar-se inteiramente disponível, para que Deus realize - através das suas criaturas, através da alma escolhida - a sua obra salvadora.


São José Maria Escrivá
Cristo que Passa,117, 119,120, 126,141 




O Flos Carmeli deseja a todas as Mães
As Bênçãos Copiosas da Mãe Celestial
A Mãe das Mães !

Prece a Maria Santíssima pelas Mães

Mãe de Jesus,
Mãe da minha mãe e das mães de todo o mundo,
Protege aquelas que a ti se assemelham pela maternidade,
Sustenta aquelas que em ti se espelham na hora da luta,
Consola aquelas que a ti se unem pela dor.

Ensina às mães a paciência das longas esperas,
Explica a elas os mistérios da vida gerada.
Confidencia-lhes as alegrias que só as mães entendem,
E as angústias que só elas sofrem.

Senta-te com elas à mesa de tua casa em Nazaré,
E conversem sobre seus filhos.
Falem de seus sonhos, de suas preocupações,
Rezem juntas, meditem a Palavra.

Consola as mães na hora da separação,
Lembra-te do dia em que Jesus partiu para o mundo,
Deixando-te muda de saudades.

E diga a todas as mães, Mãe de cristo Jesus,
O amor e a gratidão de seus filhos,
Que nem sempre sabem falar,
Porque, afinal, são sempre crianças.

Deus abençoe você e, em especial, todas as mães!

Padre Reginaldo Manzotti

Nenhum comentário:

Deixe aqui o seu Comentário