Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quinta-feira, 2 de outubro de 2014

03 de Outubro - Santa Teresa do Menino Jesus, Virgem e Doutora da Igreja (conf.calendário da Adm. Apostólica Pessoal S.J.M. Vianney)


Missa Festiva da Festa de Santa Teresinha
Galeria de Fotos clique Aqui


Santa Teresa do Menino Jesus, Virgem e Doutora da Igreja


Nascida Marie Françoise Thérèse Martin (Maria Francisca Teresa Martin), era filha de Louis Martin e Zélie Guérin. Quando nasceu, era muito franzina e doente e, desde o nascimento, exigia muitos cuidados. Numa França cada vez mais votada ao ateísmo, recebeu uma educação profundamente religiosa, que logo a levou a escolher a vida religiosa no Carmelo de Lisieux. Aqui ela entrega-se progressivamente a Deus e mantém um diário em que regista os passos de sua vida interior. Ele escreveu em 1895: "Em 9 de Junho, a festa da Santíssima Trindade, eu recebi a graça de compreender mais do que nunca o quanto Jesus deseja ser amado." Teresa quer responder ao amor de Deus com toda sua força e seu entusiasmo juvenil. Não sabe, no entanto, que o amor vai levá-la através do caminho da escuridão e da privação. No ano seguinte, 1896, aparecem os primeiros sinais da tuberculose que a irá levar à morte. Ainda mais dolorosa é a experiência da ausência de Deus. Acostumada a viver na sua presença, Teresa está envolta numa escuridão em que é impossível ver qualquer sinal do sobrenatural. Há, no entanto, a última etapa realizada pela santa. Ela descobre o caminho do abandono à vontade de Deus e Deus está sempre pronto para tomar nos braços que se confia a ele.


Morreu em 30 de Setembro de 1897, com apenas 24 anos. Disse, na manhã da sua morte: “eu não me arrependo de me ter abandonado ao amor”, e na iminência de sua morte disse às religiosas que estavam à sua volta: "Farei cair uma chuva de rosas sobre o mundo!". No dia 4 de Outubro de 1897, foi sepultada no cemitério de Lisieux.]

A sua irmã, Paulina, também carmelita, publicou em 1898 os escritos de Santa Teresinha, intitulados "História de uma alma". No dia 17 de Maio de 1925, Teresinha foi canonizada pelo Papa Pio XI. O mesmo Papa a declara Padroeira Universal das Missões Católicas em 1927. O Papa João Paulo II a declara Doutora da Igreja no dia 19 de Outubro de 1997. A sua festa litúrgica comemora-se a 1 de Outubro.

No dia 31 de Outubro de 2008, Dia Mundial das Missões, em Lisieux, na basílica dedicada precisamente à sua filha, os pais de Santa Teresinha, Luís Martin e Zélia Guérin foram beatificados pela Igreja, em cerimónia presidida pelo cardeal José Saraiva Martins. Na ocasião Saraiva Martins conclamou as famílias presentes "para que imitem os dois esposos e se tornem eles próprios lares santos e missionários." Foi o segundo casal a ser beatificado pela Igreja Católica.


Sobre Santa Teresa de Lisieux disse-nos o Papa Bento XVI:

Padroeira das missões e doutora da Igreja, Santa Teresa de Lisieux, apesar da sua vida breve, que terminou em 1897, tornou-se uma das santas mais conhecidas e amadas. Um ano após a sua morte, foi publicada a sua obra autobiográfica, “História de uma alma”. Trata-se de uma maravilhosa história de amor que encheu toda a vida de Teresa; este amor tem um rosto e um Nome: é Jesus. Recebida a autorização papal, pôde, aos dezesseis anos, entrar no Carmelo de Lisieux, assumindo o nome de Teresa do Menino Jesus e da Sagrada Face. Era movida pelo desejo de salvar almas e rezar pelos sacerdotes. Um ano antes da sua morte, iniciou a sua paixão pessoal que viveu em profunda união com a Paixão de Cristo. Tratou-se de uma paixão do corpo, com a doença que acabaria por levá-la à morte, mas, sobretudo, tratou-se de uma paixão na alma com uma dolorosa prova da fé, a qual ofereceu pela salvação de todos os ateus do mundo. Neste contexto de sofrimento, vivendo o maior amor nas pequenas coisas da vida diária, Teresa realizou a sua vocação de ser o Amor no coração da Igreja. De facto, as palavras “Jesus, eu Vos amo” estão no centro de todos os seus escritos, nos quais ressalta o “pequeno caminho de confiança e amor” que ela percorreu e procurou inculcar aos demais. 

Papa Bento XVI, Audiência Geral, Praça de São Pedro, 

Quarta-feira, 6 de Abril de 2011


Oração

"Santíssima Trindade, Pai, Filho e Espírito Santo, eu Vos agradeço todos os favores, todas as graças com que enriquecestes a alma de Vossa serva Santa Terezinha do Menino Jesus, durante os 24 anos que passou na terra e, pelos méritos de tão querida Santinha, concedei-me a graça que ardentemente Vos peço (faça o pedido da graça que deseja) - se for conforme a Vossa Santíssima vontade e para salvação de minha alma. Ajudai minha fé e minha esperança, ó Santa Terezinha, cumprindo mais uma vez sua promessa de que ninguém Vos invocaria em vão, fazendo-me ganhar uma rosa, sinal de que alcançarei a graça pedida. "Reza-se em seguida 24 vezes: "Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo, assim como era no princípio, agora e sempre, por todos os séculos e séculos, amém." 

Santa Terezinha do Menino Jesus, rogai por nós.




CARNE E OSSO

Mons. Pedro Teixeira Cavalcante*

Nenhum comentário:

Deixe aqui o seu Comentário